Integro e Competente entrevista do vice-prefeito de Niquelândia Celino Correa, traz alivio a população e gera expectativa social

Integro e Competente entrevista do vice-prefeito de Niquelândia Celino Correa, traz alivio a população e gera expectativa social

O CARTÃO CIDADÃO NIQUELÂNDIA, seria para atender a comunidade carente, entre esses muitos pais de família que se encontram desempregados

Por Semaias Pereira 08/02/2018 - 11:04 hs
Foto: (Reprodução Facebook)
Integro e Competente entrevista do vice-prefeito de Niquelândia Celino Correa, traz alivio a população e gera expectativa social
Vice-prefeito de Niquelândia, Celino Correa

O vice-prefeito de Niquelândia-Go, Celino Correa, concedeu entrevista à rádio 104, 7 FM, na última segunda-feira, onde fora entrevistado pelo radialista Joster Alves.

Dono de alguns dos mais excelentes projetos políticos e sociais de toda região norte do Estado de Goiás, Celino Correa, que é filiado ao partido Solidariedade, vinha articulando já há algum tempo sua campanha para prefeito, mas com a reorganização dos quadros políticos, aceitou o convite do também pré-candidato Valdeto Ferreira, e por pensar no bem comum para a municipalidade, achou por bem, sair como candidato a vice-prefeito de Niquelândia pela chapa que se tornou vencedora das eleições de 2016. 

Durante a pré-campanha e também no pleito eleitoral Valdeto Ferreira, conseguiu convencer toda a base que o acompanha, de que o mesmo estaria isento de qualquer problema junto à justiça. O vice-prefeito, em sua entrevista, á rádio 104, 7 lembrou ainda de alguns momentos em que o atual gestor do município apresentou supostos documentos que comprovariam sua conduta ilibada frente à corte eleitoral. Mas dias depois, ficou provado que tudo não passava de ledo engano, que surpreendeu o vice-prefeito, a base que elegeu o prefeito, os milhares de eleitores que acreditaram no projeto político e a comunidade niquelandense como um todo. 

Setores organizados da sociedade, chegaram a afirmar que o prefeito Valdeto Ferreira, foi leviano e faltou com a verdade, não só com os correligionários de seu partido, mas principalmente com a grande maioria do eleitorado niquelandense.

O vice-prefeito afirma que não só ele, mas os milhares de eleitores que elegeram a chapa, recentemente casada, foram vitimas de um processo judicial, que no principio tiveram o registro de candidatura deferido em primeira instância, mas que não se confirmou em instâncias superiores

O vice-prefeito, Celino Correa, também comunga com o pensamento de setores organizados do município ao afirmar que o prefeito Valdeto Ferreira tem faltado com a verdade, além de ser omisso com a população.

Por ser próximo ao povo, e diariamente permanecer com as portas de seu gabinete e coração abertos para atender toda a municipalidade, é que o vice-prefeito Celino Correa, começou a sofrer perseguições dentro do próprio governo que ajudou a eleger. 

A mando do próprio prefeito, setores organizados da administração começaram a minar o bom trabalho e projetos do vice-prefeito Celino Correa. Um dos departamentos da prefeitura encarregado da malversação, contra o vice, foi à assessoria de comunicações da prefeitura. Além das más conversações e ações pessoais do próprio prefeito contra o vice que o ajudou a chegar à prefeitura. 

O vice-prefeito Celino Correa, afirma que a intenção do prefeito Valdeto é de “matá-lo” politicamente dentro do próprio grupo. 

Após a casacão da chapa que elegeu prefeito e vice de Niquelândia, Valdeto Ferreira, concedeu entrevista a uma das rádios da cidade onde afirmou que os companheiros e equipe de seu próprio grupo político, estão com interesses particulares e pessoais, e que a cidade não os tolera mais

Em resposta às declarações do prefeito Valdeto Ferreira, o vice Celino Correa afirma que o que a sociedade não suporta mais, são as ações desastrosas que o prefeito tem tomado, e a falta da verdade do gestor para com o povo, onde os servidores estão com salários em atraso, e alguns desses há quatro meses sem receber

O vice-prefeito Celino Correa, confirma que seu sofrimento político, é desde a diplomação

Dono de um estilo administrativo onde não suporta ouvir conselhos e tampouco sugestão de aliados, o prefeito Valdeto Ferreira, chegou a ficar mais de sessenta dias sem despachar com o vice-prefeito

Durante a sua esclarecedora entrevista, por diversas vezes, o vice-prefeito de Niquelândia, afirma estar sofrendo com um sistema de perseguição política, orquestrado pelo próprio gestor do município.

FINANÇAS DO MUNICIPIO

Celino Correa, lembra ainda as portas fechadas do gabinete do prefeito Valdeto, para pouco atender o povo!

Enquanto o vice-prefeito fez diferente e sendo defensor de um estilo administrativo completamente oposto, principalmente no que diz respeito às finanças do município; onde diz com exatidão os valores exorbitantes de alguns contratos da municipalidade como a coleta de lixo que no mandato anterior eram de aproximadamente R$: 497. 000,00 (Quatrocentos e nove e sete mil reais), por mês e hoje está em R$: 495. 000,00 (Quatrocentos e noventa e cinco mil reais), mês, que é pago com verbas dos recursos hídricos; o vice-prefeito Celino Correa, afirma que no mandato anterior o serviço da coleta de lixo era maior e hoje se paga praticamente o mesmo valor, onde poderia ter o mesmo serviço contratado por valor significativamente menor.

Outro departamento que pode estar com contratos superfaturados pela atual administração é a questão do transporte escolar, que se daria para fazer um corte no que se gasta de aproximadamente R$: 200. 000,00 (Duzentos mil reais), segundo as palavras de Celino Correa. Ou seja, o transporte escolar de Niquelândia, “deve” estar superfaturado, em mais de duzentos mil reais mês!

Segundo o vice-prefeito, os contratos superfaturados da atual gestão têm causado grande prejuízo aos servidores da prefeitura, em especial a educação. Enquanto o prefeito Valdeto, tem apregoado que as coisas estão bem, e que os companheiros políticos são o maior problema, a comunidade sofre com as mazelas e desmantelamento da coisa publica pelo seu gestor. 

Celino Correa, afirmou por diversas vezes durante sua entrevista que é intolerável o atraso no pagamento da folha dos servidores, e que a educação e saúde deveria e devem receber rigorosamente em dia.

Quanto aos royalties, Celino Correa afirma que a entrada nos cofres da prefeitura deve superar os oito milhões de reais, mas reclama o não parcelamento de dividas da gestão anterior. 

EQUIPE POLITICA DO PREFEITO VALDETO FERREIRA

Quanto aos colaboradores da vitoriosa campanha de Valdeto Ferreira e Celino Correa, o vice-prefeito, afirma que os companheiros que ajudaram o prefeito Valdeto, foram todos sacrificados, e lembra a pessoa do ex-chefe de gabinete da prefeitura, Paulo Helder Martins, que é o responsável pela elaboração do plano de governo, apresentado durante a campanha eleitoral, mas que foi forçado pelo próprio prefeito a pedir demissão do cargo. 

O plano de governo apresentado por Paulo Helder visava equilibrar as finanças do município e reduzir o numero de secretarias, segundo Celino Correa, esse plano proposto seria uma reforma administrativa que se enquadraria dentro da realidade econômica do município.

O resultado foi que o prefeito, ficou por mais de quatro meses, sem despachar com o então chefe de gabinete, que se viu forçado em pedir demissão da pasta

Outro nome que fora rifado pelo prefeito Valdeto Ferreira, foi a ex-secretaria municipal de Educação, a professora Avelina Sena, que foi vitima do processo malversado pelo atual gestor. Segundo o vice-prefeito, a ex-secretaria é uma pessoa honesta e competente, mas que foi demitida sem se quer ser comunicada pelo prefeito

RUPTURA COM A ADMINISTRAÇÃO 

Integro e competente o vice-prefeito Celino Correa, afirma que decidiu romper oficialmente com o atual governo de Valdeto Ferreira, por não ser ouvido pelo atual gestor, e principalmente por não compactuar com a atual administração, que detém um mandato sem direção. 

Celino Correa afirma ser impossível permanecer ao lado daquele que há tempos, vem articulando não por uma cidade melhor, mas para minar os planos, e bons projetos que constantemente tem sido apresentado, mas sem a mínima intenção de se quer ser analisados pelo prefeito. 

RECURSOS JUNTO AO TSE

Quando perguntado se não acredita em um possível recurso, que deve ser apresentado pelo prefeito Valdeto Ferreira, junto ao Superior Tribunal Eleitoral, o vice-prefeito Celino Correa, foi bastante claro em suas palavras, e acredita que o embargo de declaração não deve ser reconhecido ou aceito pela Suprema Corte Eleitoral, e que a postura do prefeito Valdeto em iniciar o processo de cassa aos votos, bem antes de deixar o cargo, é prova de que nem mesmo ele acredita na salvação do seu mandato.

Prova disto é o vereador Nei Rosa, aliado do vice-prefeito, e que tem sido constantemente assediado por Valdeto Ferreira, e segundo palavras do próprio prefeito ao vereador, o mesmo já está pensando no pleito eleitoral de 2018 e pensa em lançar um nome para concorrer à prefeitura municipal de Niquelândia, e esse nome não seria o do vice Celino Correa. 

O vice-prefeito afirma que mesmo diante dessas ações e perseguições sofridas, foi leal e permaneceu na base, por pensar no funcionalismo, e na sociedade como um todo. Celino afirma que foi leal do começo ao fim, como vice-prefeito foi companheiro, e foi reputado por inimigo da administração, desde o primeiro momento, porque não compactuou com compromissos e ações malfadadas do prefeito

Segundo Celino Correa, o melhor para a cidade seria que o prefeito Valdeto Ferreira, não recorresse da decisão do (TSE), que casou a chapa que os elegeu, e entregasse de imediato o cargo ao presidente da Câmara Municipal, vereador Leo Ferreira. 

SITUAÇÃO ECONOMICA DO MUNICIPIO NA GESTÃO DO PREFEITO VALDETO FERREIRA

Outro ponto esclarecedor da entrevista concedida pelo vice-prefeito Celino Correa, faz menção a situação econômica do município. 

Conhecendo de perto, os gastos da municipalidade, Celino Correa, afirma que a dívida contraída pelo prefeito Valdeto Ferreira, em apenas treze meses a frente da prefeitura, é igual ou superior ao que foi contraído durante os quarenta e oito meses do prefeito anterior

Segundo Celino Correa, a dívida contraída durante a gestão do ex-prefeito Luiz Teixeira é de pouco mais de quarenta milhões de reais, enquanto Valdeto Ferreira deve deixar o cargo nos próximos dias e com ele um debito de aproximadamente cinqüenta milhões de reais

Celino Correa revelou ainda que em apenas seis meses a frente da prefeitura a divida contraída pelo prefeito Valdeto Ferreira, já ultrapassava a casa dos trinta milhões de reais

O APOIO DO PREFEITO VALDETO À CANDIDATO DO GRUPO

Em entrevista a mesma rádio, na semana passada, o prefeito de Niquelândia, Valdeto Ferreira, foi claro ao dizer que não deve apoio ou compromisso com quem quer que seja do seu grupo político. E queixou-se de que em sua equipe, só há interesses individuais, o que tem feito mal a municipalidade. 

O vice-prefeito Celino Correa, em sua entrevista, deixou claro que não é por isso que está deixando a base de apoio ao prefeito. Mas está saindo para propor um estudo, uma nova e verdadeira equipe que de fato tem o profundo desejo de uma Niquelândia melhor, uma cidade com responsabilidade, e lembra que é necessário um gestor, mas alguém que seja honesto

O vice-prefeito lembrou ainda, o olhar do povo cheio de esperança quando de sua caminhada pelas ruas de Niquelândia, em período da campanha política, de 2016, segundo Celino Correa, a esperança do povo fora castrada pelas ações ruins do prefeito Valdeto

PROJETOS APRESETADOS

Após ser eleito para o cargo de vice-prefeito do município de Niquelândia, Celino Correa, de imediato procurou o prefeito Valdeto, para tratar das questões sociais em beneficio da comunidade carente, e na ocasião o prefeito fez menção da lavoura comunitária

Para Celino Correa, o projeto da lavoura comunitária, é atrasado e que não funciona mais em Niquelândia ou em qualquer lugar do país, e por isso propôs ao prefeito a criação do CARTÃO CIDADÃO NIQUELÂNDIA, o que não iria onerar os cofres públicos e que de fato auxiliaria os moradores mais necessitados da cidade. 

O CARTÃO CIDADÃO NIQUELÂNDIA, seria para atender a comunidade carente, entre esses muitos pais de família que se encontram desempregados onde centenas de munícipes iriam receber um valor mensal de aproximadamente R$: 150,00 (Cento e cinquenta reais) o que seria um alívio e socorro do poder público aos menos favorecidos, em um município onde o número de pessoas a procura de emprego só tem aumentado. 

Celino Correa afirma que o gestor público, deve ter responsabilidade e governar para todos, e sua atenção e trabalho não devem ser voltados apenas para interesses familiares, e grupos isolados, que compactuam com os interesses do gestor, mas os olhos do prefeito e sua atenção devem estar voltados para toda a municipalidade. O vice-prefeito de Niquelândia, não escondeu em momento algum, o seu pesar, e até lamento diante da cegueira politico administrativa do prefeito Valdeto, diante da gritante e visível necessidade do povo niquelandense.

ALIADOS DO PREFEITO VALDETO FERREIRA

Para o vice-prefeito Celino Correa, a equipe que conseguiu ainda permanecer na base de apoio ao prefeito Valdeto Ferreira, são os que comumente são conhecidos e reconhecidos por “paus-mandado”, os “bajuladores” e que em nada contrariam os interesses duvidosos da malversada gestão. 

Quanto aos que não compactua com a mais desastrosa administração pública desde a emancipação política de Niquelândia, todos os outros que não compartilharam com idéias ruins, foram tirados do caminho. 

O vice-prefeito Celino Correa, afirma ainda que o prefeito Valdeto, não foi verdadeiro com a população. Celino Correa lembra, uma das ocasiões, em que alertou o prefeito sobre a possível casacão da chapa, mas em resposta o gesto do município se limitou a dizer: “Não penso para derrota, não cogito isso!”. No entendimento do vice-prefeito, faltaram a Valdeto Ferreira, clareza e verdade para com a comunidade, o que fez da atual administração um desastre político e financeiro.

GRUPOS POLÍTICOS DO MUNICIPIO 

Celino Correa, cobra que o município tenha bons olhos quanto à possibilidade de novas eleições. 

Segundo palavras do vice-prefeito, o município não mais tolera as picuinhas políticas de grupos antigos, seja de grupo A, ou B ou grupo C.

O vice-prefeito pede que os eleitores fiquem  atentos e cautelosos com os pré-candidatos que tenham pendencias com a justiça eleitoral. Com clareza lamenta o difícil momento em que passa o município e a dura realidade de novas eleições municipais já no primeiro semestre de 2018.

O SUCESSOR DE VALDETO FERREIRA

Lideres dos mais variados partidos políticos de Niquelândia, e a grande maioria dos vereadores, tem comentado constantemente nos bastidores que permanecer ao lado do prefeito Valdeto Ferreira, custará um alto preço em futuras eleições, graças ao desgaste politico do prefeito e sua condenação junto ao Superior Tribunal Eleitoral. 

Dono de um sistema “familiocrata” de se fazer política, pesa ainda contra o prefeito comentários generalizados de que sua esposa, a primeira dama Conceição Veloso e sua filha Ana Carolina Veloso, estejam entre os nomes preferido do preferidos do prefeito para disputar as possíveis eleições municipais de 2018. O que de fato foi confirmado por Celino Correa em sua entrevista à radio 104, 7 FM.

Além dos nomes da esposa e da filha, o prefeito Valdeto, pode também optar pelo nome do pastor e ex-secretário de saúde João Dias. 

Residindo em Niquelândia, a pouco mais de um ano, João Dias, é considerado neófito diante das dificuldades da vida publica e por má gestão à frente da secretaria municipal de saúde, fora sacado da pasta

Segundo fontes ouvidas pela nossa reportagem, após ser demitido da secretaria de saúde o pastor João Dias passou a ocupar os cargos de office boy em serviços da prefeitura e também auxiliar, “vaqueiro” em propriedade rural do prefeito Valdeto. Ao se submeter ao estilo Valdeto Ferreira, de lidar com a coisa pública, João Dias, tornou-se uma especie de pupilo, “homenzinho”de confiança do prefeito Valdeto. 

Além do pastor João Dias, e da primeira dama Conceição Veloso, e sua primogênita Ana Carolina, o prefeito pode ainda lançar mão de nomes como o do presidente da Câmara municipal de vereadores, Leo Ferreira (sobrinho do prefeito), e ainda o atual secretario de finanças Jocleides Silva. 

O vice-prefeito Celino Correa, deve fazer uma pujante articulação política junto a novas lideranças do município, e para atender ao anseio de setores organizados da população, deve colocar seu nome como pré-candidato a prefeito

Sempre consciente do momento, Celino Correa, pede que os eleitores tenham cautela, e escolham como gestor do município, alguém que tenham pelo menos respeito com quem o acompanha, e que tenha respeito pela máquina pública. 

REPUTAÇÃO ILIBADA DO VICE PREFEITO 

Celino Correa, afirma ter sido vitima de articulações politicas malversadas pelo atual prefeito. Quando se fala do processo que culminou na cassação da chapa, o vice-prefeito, afirma não ser ficha-suja e dono de um caráter ilibado diante da justiça eleitoral de nosso país.

As articulações continuas do prefeito “ficha-suja”, contra o vice, “ficha-limpa”, não deu a Celino Correa, outra opção, se não se posicionar ao lado do povo de Niquelândia. Por ser sacado do cargo junto com o prefeito Valdeto, Celino Correa, afirma ser vítima das ações jurídicas e espirito nada republicano do prefeito Valdeto. 

A maior vítima dessa história são os eleitores de Niquelândia, que acreditaram no projeto, acreditaram no prefeito, acreditaram na justiça e agora, infelizmente se deparam com essa questão! Mas também sou vítima, e estou sendo sacado do cargo, em que o povo acreditou no prefeito e no vice, e nos elegeram. Mas estou sendo sacado do cargo, injustamente. Não tenho, nenhum processo que mim impediria de assumir o município e tampouco fui envolvido nesse processo. E se participei desse processo, foram os advogados do prefeito Valdeto, que mim incluíram no processo, para ganhar tempo, até mesmo sem mim consultar e posteriormente mim pediram uma procuração". Diz, Celino Correa. 

BLOQUEIO DOS ROYALTES 

Preocupado com o pagamento do funcionalismo público, e diante da impossibilidade de se conhecer de perto, o destino dos royalties se vierem a entrar esses milhões de reais ainda na gestão do prefeito Valdeto. O vice-prefeito Celino Correa, afirma que se o prefeito, entrar com pedido de embargos de declaração no (TSE) seu partido político o Solidariedade, irá protocolar na justiça um pedido para que seja bloqueado os royalties, até que o presidente da Câmara assuma o município e se estabeleça a ordem pública. 

LEO FERREIRA

Um sentimento de angustia e temor generalizado tem tomado conta, da população, diante da possibilidade de o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Leo Ferreira, que também é sobrinho prefeito, assumir os destinos políticos do munícipio pelos próximos noventa dias. Mas em sua entrevista, o vice-prefeito, cuidou em acalmar os ânimos da comunidade ao dizer que é impossível a cidade ficar pior do que está.

Celino Correa, acredita que o vereador Leo Ferreira, assumirá o comando do município com muita responsabilidade

REPERCUSÃO DA ENTREVISTA

A entrevista concedida pelo vice-prefeito de Niquelândia, Celino Correa, á rádio 104, 7 FM, repercutiu em toda a comunidade, e gerou um sentimento de alivio, justiça politico social, além de gerar excelente expectativa no coração de milhares de eleitores. 

Fonte ouvidas pelo portal de notícias, primeriaedicao.online, acreditam que Celino Correa, pode ser a renovação política que a cidade tem aguardado ao longo dos anos. Sendo jovem, integro e competente e ainda bem relacionado com todo setor político no estado de Goiás e também, bom transito junto ao governo federal, o vice-prefeito estaria preparado para tirar o município do primeiro lugar em que ocupa na lista de devedores do Estado de Goiás, e também um dos quinhentos mais endividados de todo o território nacional.  

Até que se estabeleça novas empresas no município, e de fato haja uma continua e prospera geração de empregos, a proposta do CARTÃO CIDADÃO NIQUELÂNDIA, projeto de Celino Correra poderá amenizar a difícil situação de diversas famílias carentes na cidade, entre outras ações que são pelo vice-prefeito.

Demonstrando um espirito humilde e coração republicano, o vice-prefeito Celino Correa, pediu perdão aos mais de dez mil eleitores que como ele votaram na chapa e o elegeram com o prefeito Valdeto. Celino afirma ter sido enganado como todo cidadão de Niquelândia, por ter confiado no prefeito Valdeto Ferreira, o “ficha-suja” de Niquelândia.