Há dois dias para terminar o ano, professores de Niquelândia, estão sem salário desde o mês de outubro

Servidores públicos de Niquelândia, elegem o prefeito Valdeto Ferreira como inimigo numero 1 da educação

Por Semaias Pereira 29/12/2017 - 19:44 hs
Foto: (reprodução facebook)
Há dois dias para terminar o ano, professores de Niquelândia, estão sem salário desde o mês de outubro
Prefeito Valdeto Ferreira é eleito inimigo numero 1 da educação

O ano de 2017 está terminado, há dois dias para se iniciar o novo ano, e professores da cidade de Niquelândia, município goiano, que fica a 300 km da capital, levará consigo para o novo ano a esperança de receber salários que estão atrasados desde o mês de outubro, e a esperança de receber o 13º salário, não pagos pelo atual prefeito Valdeto Ferreira

Em seu segundo mandato a frente da prefeitura municipal de Niquelândia, Valdeto Ferreira, entrará para a história do município, não só como um dos piores prefeitos de todos os tempos, mas também como inimigo numero um da educação

De 1993 a 1996, Valdeto Ferreira administrou o município, e ainda hoje responde processos na justiça eleitoral, por desvio de verbas na educação e improbidade administrativa, não prestação de contas de recursos destinados à área da educação na época em que foi prefeito. Pouco mais de vinte anos após o seu primeiro mandato, Valdeto Ferreira está com os dias contados para ser cassado pelo (TSE). Em seu julgamento final iniciado pelo Tribunal Superior Eleitoral, no mês de dezembro; dos setes ministros que compõem a corte, pelo menos seis já votaram contra a permanência do prefeito “mãos sujas”, a frente da prefeitura municipal de Niquelândia, e o mesmo ainda não foi sacado do cargo, por um pedido de vista do ministro e presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes. 

O VOTO DE GILMAR MENDES 

Nacionalmente criticado por atrapalhar importantes investigações no país, até mesmo a própria OPERAÇÃO LAVA JATO, o ministro Gilmar Mendes, tem se tornado cada vez mais famoso por conceder liminar a criminosos políticos já condenados pela justiça, e tem sido ainda acusado de tornar tanto o (TSE), quanto o (STF), em casa de suspeição, diante de suas bizarras decisões

E graças às decisões suspeitas e recheadas de acusações corruptas é que o ministro Gilmar Mendes, no mês de Dezembro de 2016, concedeu a Valdeto Ferreira, liminar para que o mesmo assumisse a prefeitura do município goiano. 

Juristas ouvidos pelo portal de notícias primeiraedicao.online, dizem que: "Independente de qual seja o voto do ministro Gilmar Mendes, a situação de Valdeto Ferreira à frente da prefeitura é insustentável, e que o ex-prefeito deveria, de fato apresentar uma carta de renúncia, e assim evitar prejuízos maiores ao município

Há dois dias para terminar o ano, professores de Niquelândia, estão sem salário desde o mês de outubro, e categoria elegem o prefeito como inimigo número da educação.

SÁLARIOS EM ATRASO DESDE O MÊS DE OUTUBRO

Segundo o que foi apurado pela nossa reportagem, os professores temporários receberam salários do mês de Setembro, mas ainda não receberam outubro, novembro e dezembro e o 13º salário. Já os professores efetivos alguns receberam apenas metade do mês de outubro e outros escolhidos a dedo pelo atual prefeito, em sua política de perseguição a categoria, liberou o pagamento do mês completo, a alguns que o mesmo julga ser aliados. Faltando os meses de novembro, dezembro e o 13º salários para toda categoria.  Quanto aos demais outros servidores do município, o prefeito Valdeto Ferreira tem lhes negado pagamento dos meses de novembro, dezembro, além do 13º salários.

O QUE DIZ OS VEREADORES?

Para o vereador Eduardo Salgado, essa questão dos atrasos dos salários esta ficando casa dia mais preocupante. Com o apoio dos demais vereadores, o amigo da educação, como é chamado Eduardo Salgado, apresentou requerimento cobrando do prefeito o pagamento em dias.  Onde encaminhou ofício solicitando os pagamentos. Segundo o vereador é do conhecimento de todos que tem muitos servidores passando por dificuldades financeiras, pois com esses constantes atrasos, muitos deles estão com contas atrasadas, como água, energia, mercado entre outros. 

O vereador acredita ainda que um dos primeiros compromissos do gestor público é pagar os servidores em dias, juntamente com os investimentos em saúde, educação e infra-estruturar. Infelizmente os servidores públicos estão pagando por um desmando administrativo que do qual eles não têm culpa alguma. 

Perguntado pela nossa reportagem sobre a atual condição do prefeito Valdeto, o vereador, se limitou a dizer que: “Eu acredito ser muito difícil, quase impossível ele. conseguir reverter esse quadro de votação. O relatório do ministro Luiz Fux foi muito preciso. Niquelândia esta pagando um alto preço pelo protelamento dessa decisão.

A nossa reportagem chegou a ouvir outro vereador do município, mas minutos antes de publicarmos a matéria, o mesmo vereador preferiu tirar sua fala que seria uma defesa aos direitos dos servidores públicos. O que prova que falta dinheiro para o prefeito Valdeto Ferreira, efetuar o pagamento dos professores, e demais servidores, mas não têm faltado caixa para corromper alguns homens que foram eleitos pelo povo, para defesa, criação de projetos e serviços a favor da população, mas que em momentos de crise, se escondem, e as custas de mais sofrimento aos eleitores não manifestam a favor dos que os elegeram

O DESTINO POLÍTICO E A ESPERANÇA NIQUELÂNDIA 

Uma das maiores manifestações de apoio já vista, na capital do Níquel, tem sido da população, quanto à sucessão do jovem Celino Correa, a frente da prefeitura. Mas para que isso seja realidade, é necessária a urgente renúncia do prefeito Valdeto Ferreira, nos próximos dias. 

Setores organizados da sociedade estudam na próxima semana, reunir-se, como o prefeito Valdeto Ferreira, e conscientizá-lo, do atual momento político porque passa o município, e também o grande desgaste caso venha ocorrer novas eleições na cidade, forçando assim a sua renúncia

Se Valdeto Ferreira não renunciar, o desmando político porque passa o povo niquelandense, deverão aumentar com proporções inimagináveis.  Alguns presidentes de partidos, já estudam algumas ações na justiça contra o atual prefeito, já na primeira semana de 2018, bem como um pedido de Impeachment, deve ser apresentado na Câmara Municipal de Vereadores, nos próximos dias. 

Por ser político “ficha limpa”, o vice-prefeito Celino Correa, tem todas as condições de conduzir o município até 2020